sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Sabor Selvagem

Moçada, olha que bacana.
O restaurante Aprazível, que fica no Rio de Janeiro, com uma vista maravilhosa e é super mega romântico,vai apresentar nos dias 4 e 5 de novembro o Festival Gastronômico Sabor Selvagem. A chef da casa, Ana Castilho, recebe o chef Ofir Oliveira, especialista em culinária amazônica e empenhado há 20 anos na divulgação de produtos advindos de rios e florestas para o preparo de suas iguarias.

O festival pretende trazer ainda mais brasilidade ao Aprazível e aproximar o público carioca da gastronomia do Norte do País. O menu especial (R$130) inclui piracuí (farinha de peixe indígena), pirarucu, tucupi, leite de castanha do Pará e cupuaçu.

No dia 3 de novembro, o chef vai dar uma aula-show “Sabor Selvagem: valorização e técnicas da gastronomia da Amazônia”, na UniRio (Urca). Uma abordagem inicial mostrará a diversidade de sabores, cheiros e saberes da gastronomia da região. Em seguida, serão preparados três pratos típicos com a demonstração das devidas técnicas: a maniçoba, arubé, e o beju.

A arte culinária amazônica destacada pelo chef tem origem indígena com forte influência africana. O festival aconteceu pela primeira vez em 1992, no Hotel Hilton de Belém. Em 2006, Ofir lançou em Nova York o selo de qualidade Sabor Selvagem em parceria com Associação Brasileira de Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas (ABBA).

Ofir Oliveira é adepto da slow food e ministra aulas no curso de gastronomia da UNIVALI, onde é responsável pela disciplina Culinária da Amazônia. O chef é reconhecido ainda por utilizar a gastronomia como um meio de conscientização para a preservação do meio ambiente.


Serviço aula-show:
3 de novembro de 2010
Horário: 18h
Sala : Auditório UniRio – Campus Urca
Inscrição gratuita na secretaria do curso de Gastronomia - 21 25427269
 
Bacana, não é??
 
Daniela Meira - produtora de culinária Mais Você

Um comentário:

Bernardo disse...

Grande Ofir! Parabéns Ana Castilho, parabéns Aprazível, a união perfeita das raízes brasileiras!

Grande iniciativa!