sábado, 29 de janeiro de 2011

Oito alimentos fabulosos!

Não é tão difícil encontrá-los e muito fáceis de serem incorporados na dieta. Basta saber que eles são nossos aliados e tenho certeza que farão uma diferença na sua vida. Seja no seu rendimento nos estudos, no trabalho, na disposição para suas tarefas...
Segundo a Revists Época o livro Eat This, Not That (“Coma isso, não aquilo”, ainda sem tradução para o português), os alimentos como iogurte, espinafre, blueberry (que podem ser encontrados no Brasil in natura somente em lojas especiais), tomate, cenoura, feijão preto (eu adoooro), nozes e aveia têm propriedades nutricionais mega importantes para a saúde e para o bom funcionamento do organismo, principalmente se acompanhados de uma proteína light (tipo cottage, salmão, peru).

Iogurte
O iogurte tem mais de 2000 anos e ninguém sabe ao certo onde foi criado. O que se tem certeza é que a fermentação do leite origina milhões de probióticos – bactérias benéficas que ajudam a fortalecer o sistema imunológico e protegem do câncer de cólon. Nem todos os iogurtes contêm probióticos, por isso certifique-se lendo seus rótulos.
Quanto ingerir por dia: 1 xícara de chá.
Dicas: Coma iogurte com nozes, semente de linhaça e mel no café-da-manhã ou na sobremesa.

Espinafre
É rico em folatos, que ajudam a reduzir o risco de doenças cardíacas, derrame e osteoporose. Folatos também aumentam o fluxo de sangue, o que pode ajudar a prevenir problemas sexuais relacionados ao avanço da idade. Ainda possui luteína, que ajuda a prevenir a degeneração macular, um problema da retina que afeta principalmente os idosos.
Quanto ingerir por dia: 1 xícara (chá) de espinafre fresco ou ½ xícara da verdura cozida.
Dicas: você pode substituir por couve ou alface romana. Use espinafre nas saladas, nos ovos mexidos, sobre a pizza e em molhos para massa.

Blueberry
Não é fácil encontrar blueberries frescas no Brasil, mas alguns supermercados oferecem a fruta. Ela possui mais antioxidantes do que qualquer outra fruta originária da América do Norte. Previne câncer, diabetes e doenças neurológicas relacionadas à idade. Por isso, recebeu o apelido de “brain berry”, que seria algo como “frutinha do cérebro”.
Alguns estudos mostraram que elas são ricas em fibras e vitaminas A e C, que ajudam no bom funcionamento do sistema cardiovascular.
Quanto ingerir por dia: 1 xícara (chá) da fruta fresca ou ½ xícara congelada ou seca.
Dicas: pode substituir por açaí, uvas roxas, morango, ameixa e uva passa.As propriedades são mantidas na fruta seca, congelada ou em forma de geléia.

Tomate
Há duas coisas de que você precisa saber sobre os tomates: a sua coloração vermelha carrega um antioxidante chamado licopeno, uma substância que é absorvida com mais facilidade quando o tomate é processado, em molho ou catchup. Uma dieta rica em licopeno pode diminuir o risco de câncer na bexiga, pulmão, próstata, pele e estômago, além de reduzir problemas na artéria coronária.
Quanto ingerir por dia: 22 mg de licopeno, presente em 8 tomates cereja ou um copo de suco de tomate (200 ml).
Dicas: Evite catchup pois contém muito açúcar em sua composição (a cada 2 colheres de sopa de catchup existe 1 colher de sopa de açúcar!!!!!!).

Cenoura
A maioria das frutas e legumes vermelhos, amarelos ou laranja é rica em carotenóides – substâncias solúveis em gordura associadas à redução de vários tipos de câncer e à inflamação comum a pacientes que sofrem de asma e artrite reumatóide. Nenhum deles, porém, é tão fácil de preparar e tem tão poucas calorias quanto as cenouras. Além do que você pode tranquilamente descascar as cenouras cruas e guardá-las imersas em água na sua geladeira. Na hora que você chegar em casa com fome, pegue as cenouras, corte-as em palitos e consuma à vontade na frente da televisão. A fome vai passar e você nem vai perceber que se alimentou divinamente e sem culpa!!!
Quanto ingerir por dia: no mínimo ½ xícara de chá.
Dicas: substitua as cenouras comuns por cenouras baby cruas

Feijão preto
Todos os feijões são bons para o coração, mas nenhum melhora tanto a capacidade quanto o preto. Isso porque esse tipo de feijão contém antocianina, substância antioxidante que já comprovou ter efeitos positivos sobre o funcionamento do cérebro.
Quanto ingerir por dia: ½ xícara de chá contem 8 g de proteínas e 7,5 g de fibras.
Você pode substituir por: Soja preta mas é difííííííícil encontrar!!
Dicas: Use feijões pretos para fazer burritos e chilli. Com 1 xícara de feijões pretos cozidos, azeite de oliva e alho frito você faz um delicioso molho para aperitivo.

Daniela Meira - produtora de culinária Mais Você

Um comentário:

Ange Rocha disse...

- Hei, Daniela, adorei seu blog! Simplesmente maravilhoso. Tô seguindo :)
Beijos!